Conecte-se Conosco

Geral

Acusados pela morte de trilheiros de NMT são condenados a 50 anos de prisão

Publicado

em

Dois homens foram condenados a mais de 50 anos de prisão pelo assassinato de Alexandre Cristiano Soder, de 28 anos, e Carlos Henrique Hoppen, de 25 anos, mortos durante um assalto, enquanto faziam uma trilha de moto no Parque Municipal João Alberto Xavier da Cruz, distante cerca de 5 km do centro da cidade de Carazinho, e local onde essa prática esportiva é vista com frequência.
 
A decisão do juiz Bruno Massing de Oliveira foi pela condenação de Carlos Eduardo de Lima e Wuslei da Costa por latrocínio, que é roubo seguido de morte. Eles foram presos dois dias após o crime, que ocorreu em janeiro deste ano.
 
O crime ocorreu no dia 13 de Janeiro, quando as vítimas faziam a trilha acompanhadas de mais um amigo quando foram abordadas pelos criminosos, que dispararam contra eles e levaram uma das motos. O amigo conseguiu fugir e contou que os outros foram atingidos quando tentaram se movimentar. Dois dias depois os autores foram presos durante uma operação policial realizada em Carazinho e na qual foram apreendidos armas, incluindo um fuzilo, além de drogas.

Propaganda
Clique para comentar

Destaque