GeralPolíciaSaúdeÚtimas Notícias

Médico do Programa Mais Médicos de Guarani das Missões é denunciado por não cumprir horários em posto de saúde

0
Foto: Lupa Notícias
Compartilhe este post

No dia 06 de setembro de 2023, o Ministério Público recebeu uma denúncia anônima via internet e começou a apurar o fato relatado, que dizia que um médico da rede pública não cumpria seu horário no Posto de Saúde do Bairro Santa Tereza em Guarani das Missões. Conforme a denúncia, o profissional trabalhava apenas 02 horas por dia e seu contrato com o Programa Mais Médicos era de 40 horas. Ainda conforme a denúncia, tudo acontecia com a conivência do Prefeito.

Diz a denúncia ainda, que no dia anterior a esta, 05 de setembro de 2023, o médico deveria estar atendendo na Unidade de Saúde da Família, no Bairro Santa Tereza, porém não cumpriu o horário. No período da tarde era para o profissional médico estar atendendo no Hospital Santa Tereza e também não compareceu, pois, estaria atendendo em seu consultório particular onde inclusive trabalha como secretária uma vereadora do município (MDB), partido do prefeito.

No mesmo dia da denúncia, o Ministério Público entrou em contato com a Secretaria Municipal de Saúde, onde o Secretário Aristeu Kunrath informou que Guarani das Missões possui três Unidades de Estratégia de Saúde da Família (ESF), no Centro, Bairro Esperança e Bairro Santa Tereza. Ele afirmou que três profissionais fazem atendimentos, porém, apenas dois estão lastreados no Programa Mais Médicos.

Ainda baseado na denúncia, o Ministério Público realizou pesquisas no sistema eletrônico da prefeitura e levantou informações acerca dos horários de atendimentos. Conforme o levantamento, o médico em questão aparecia com um total de 121 horas semanais.

Diante dos fatos, o Ministério Público efetuou diligências em buscas de informações conforme mencionados na denúncia. O objetivo do órgão era de compreender melhor o caso devido sua gravidade, pois envolvia desde falhas na prestação de serviço público essencial e até possível improbidade administrativa.

O Ministério Publico expediu ofício para a Gestão Municipal, para a Associação Hospitalar Santa Tereza e ao Secretário Municipal de Saúde, solicitando vários esclarecimentos e fixou na época um prazo de 20 dias para as respostas.

No dia 04 de outubro de 2023, o Ministério Público prorrogou a investigação por um período de 90 dias em virtude das necessidades de cumprimento das diligências.

Na tarde do dia 10 de janeiro de 2024, a Reportagem Lupa Notícias foi recebida na Secretaria Municipal de Saúde de Guarani das Missões, pelo Secretário da Pasta, Aristeu Kunrath, onde tentamos gravar uma entrevista sobre a situação denunciada ao Ministério Público de Guarani das Missões.

O secretário naquele momento preferiu não conceder a entrevista, agendando a mesma para segunda-feira, 15 de janeiro no período da tarde. Mesmo não gravando, Aristeu Kunrath afirmou que estava ciente de toda a situação e que inclusive já havia informado o Programa Mais Médicos em Passo Fundo sobre o que estava ocorrendo em Guarani das Missões. Disse também para a reportagem que já havia se reportado ao profissional médico e a vereadora que trabalha como secretária no consultório particular do mesmo. Ainda afirmou que devido a impossibilidade de tomar decisões, repassou a situação ao gestor municipal Prefeito Jerônimo Jaskulski que estava em período de férias.

Nossa reportagem voltou a entrar em contato com o secretário Aristeu Kunrath, na sexta-feira, 12 de janeiro, com o objetivo de remarcarmos a entrevista devido a alterações em nossa agenda jornalística para quarta-feira, 17 de janeiro. O secretário retornou dizendo que entraria em contato conosco na segunda-feira pela manhã, pois necessitava verificar sua agenda de compromissos.

Nesta segunda-feira, 15 de janeiro, às 11h06min, nossa reportagem foi surpreendida com a manifestação do Secretário Municipal de Saúde de Guarani das Missões, Aristeu Kunrath adiando a entrevista. Ele destacou: “Referente a entrevista quero aguardar uns dias. Falamos mais adiante. Conversei com o médico, não quero expor ele agora. Entrou em férias hoje e na volta está disposto a sair. Está tudo informado para administração e promotoria também. Desculpe por enquanto”.

Nossa reportagem entrou em contato via WhatsApp com a vereadora do MDB e também secretária do médico alvo da denúncia ao Ministério Público, solicitando uma entrevista com a mesma acerca dos fatos denunciados. A parlamentar e secretária do médico retornou ao nosso contato. Ela escreveu em mensagem de texto. “Vou me manifestar mediante nota, no prazo que entender por pertinente”. Solicitamos então que ela nos enviasse a nota, pois estávamos finalizando essa matéria, porém, até o fechamento da mesma não obtivemos retorno.

Lupa Notícias

Mais em Geral