DestaquesEducaçãoGeral

100% das escolas de Espumoso aderem à greve geral dos professores

0
A escola Afonso Spada obteve o apoio dos alunos do EJA na paralisação
Compartilhe este post
http://<a href=”http://api.whatsapp.com/send?1=pt_BR&phone=5554996935809″ rel=”noopener” target=”_blank”></a>

As escolas estaduais de Espumoso irão paralisar as aulas a partir desta terça-feira, 19. A decisão foi tomada em reuniões realizadas nas escolas no final da tarde desta segunda-feira.

As escolas André Lupatini, Afonso Spada e Clemente Pereira tiveram adesão de 100% dos professores, enquanto alguns da escola Ruy Piegas ainda não definiram o apoio ou não ao movimento.

O Cpers/Sindicato convocou, na última quinta-feira (14), uma greve geral. A medida vem como forma de protesto ao pacote apresentado pelo governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite. O decreto de greve está valendo a partir desta segunda-feira (18). Ainda na semana passada, o sindicato emitiu uma nota que dizia “Se é guerra, é greve”.

No texto, a classe propõe como principais reivindicações salários em dia, reajuste real, educação pública de qualidade e a manutenção de todos os direitos. A expectativa do Cpers/Sindicato é de que, em todo o Rio Grande do Sul, pelo menos 30 mil professores integrem o movimento. Os professores pediram, em nota, apoio dos pais, alunos e população, para que compreendam e respeitem a luta da categoria.

A greve é por tempo indeterminado.

Mais em Destaques