DestaquesEsportesGeral

Brasileirão tem disputas acirradas nas duas pontas da tabela

0
Compartilhe este post

Colorados e gremistas fazem cálculos desde as primeiras rodadas do Campeonato Brasileiro, mas é agora, na reta final da competição, a hora das verdadeiras definições tanto na parte de cima quanto na de baixo, que a matemática entra em campo. O Inter calcula suas chances de conquistar uma vaga direta na fase de grupos da Libertadores, que se viram diminuídas após a série de dois empates contra adversários diretos no Beira-Rio na última semana. Já a situação do Grêmio é muito mais complicada. O Tricolor, apenas quatro anos depois de ser campeão da América, luta desesperadamente contra o rebaixamento.

Apesar de o título brasileiro estar quase definido, já que o Atlético-MG já tem dez pontos de vantagem na liderança, além de um jogo a menos que o Palmeiras, que vem a seguir, praticamente todos os jogos valem alguma coisa. Neste meio de semana, por exemplo, há três partidas atrasadas. O Santos recebe o Fluminense, na Vila Belmiro, hoje à noite, tentado escapar do Z-4. Os cariocas ainda lutam por uma vaga direta na Libertadores, principalmente após a vitória no clássico sobre o Flamengo sábado e, em caso de vitória, passam os colorados na tabela. Também nesta quarta-feira, Bahia e Ceará, ambos ameaçados pelo rebaixamento, jogam em Salvador. O empate não serve para nenhum deles. Se houver um perdedor, ele ficará ainda mais próximo do Z-4.

Para completar, amanhã, o Bragantino, que concorre com o Inter por uma vaga na fase de grupo da Libertadores, recebe o Sport, que tem apenas um ponto mais que o Grêmio e é um dos fortes candidatos à queda. Como deixou escapar pontos preciosos dentro de casa, o Inter precisará vencer fora para manter-se próximo do pelotão da frente, não permitindo o avanço de quem vem de baixo.

Além disso, é grande a torcida pelo aumento do número de vagas diretas. É praticamente certo que o G-4 vai virar pelo menos G-5, já que Flamengo e Palmeiras fazem a final da Libertadores e ambos estão nas primeiras posições. Mas, dependendo dos resultados da Copa do Brasil e Sul-Americana, pode virar até mesmo um G-7. O drama do Grêmio é outro. O time já teve três técnicos ao longo do Brasileirão, mas desde a segunda rodada está afundando no Z-4. Para escapar, o time precisa encarreirar uma sequência de vitórias, começando pelo jogo contra o Palmeiras, neste domingo, na Arena, além de torcer por tropeços dos adversários.

*Correio do Povo

Mais em Destaques