Conecte-se Conosco

Câmara de Vereadores

Câmara aprova por unanimidade projeto que proíbe uso de celulares nas salas de aula

Publicado

em

O Vereador José Carlos Mehring criou uma projeto de Lei que proíbe o uso de celulares, smartphones e tablets no horário das aulas realizadas na rede municipal de ensino. O projeto foi votado a aprovado por unanimidade na sessão da última terça-feira, 12, pelos vereadores de Espumoso.

Agora, o projeto foi enviado para o executivo municipal que irá sancionar e transformar o mesmo em lei. A partir disso, fica proibido o uso de celulares, tablets e smartphones em sala de aula, tanto por professores como por alunos.

De acordo com a mensagem justificativa do vereador, a baixa da qualidade da educação é fruto da inversão de valores e desrespeito de alguns alunos para com os professores. “É de conhecimento de todos que o ensino está cada vez mais precário no território nacional em vista da inversão de valores e do esvaziamento do poder de autoridade do professor dentro de sala de aula. Ocorre que todos os dias professores são desrespeitados enquanto estão tentando ensinar aos alunos aquilo que deveria ser de obrigação deles de aprender.” destacou o parlamentar.

De acordo com a o Artigo 1 da proposta, o professor ou a professora responsável pela turma deverá fazer a devida observação e controlar para que os telefones celulares sejam mantidos desligados, enquanto as aulas estiverem sendo ministradas.

O artigo 2 prevê que em casos excepcionais e com autorização da direção, o aluno poderá fazer o uso do aparelho.

Na justificativa, José Carlos também observa que a presença do celular na sala de aula causa falta de atenção e reflete diretamente na baixa de notas e desempenho. ” O uso de aparelhos de telefonia celular e similares estão cada dia mais atrapalhando a educação posto que os discentes não prestam atenção nas matérias ministradas e ficam somente utilizando-se dos aparelhos celulares.” explicou.

Nos estabelecimentos estaduais por força da Lei Estadual nº 12.884 de 03 de janeiro de 2008, já é proibido o uso de aparelhos eletrônicos, porém, nos estabelecimentos do nosso município não está se aplicando essa regra, o que foi reclamado por alguns professores municipais.

Propaganda
Clique para comentar
Propaganda