Destaque

Caso suspeito de dengue mobiliza a equipe de vigilância sanitária

0
Compartilhe este post

[vc_row][vc_column width=”1/1″][vc_column_text]

Um caso suspeito de dengue fi registrado nesta segunda-feira no bairro São Valentim, em Espumoso. A  suspeita de ter contraído a doença é uma mulher de  28 anos que acaba de voltar de uma viagem ao Mato Grosso.

A vigilância sanitária de Espumoso está trabalhando na prevenção da proliferação do mosquito Aedes Aegypti no bairro e aplicação de veneno para exterminar os mosquitos existentes. Durante todo o dia, os agentes irão passar nas residências apresentando formas de eliminar os focos de procriação do mosquito.

Este é o primeiro caso suspeito da doença registrado em 2016 na cidade. De acordo com a chefe da vigilância Sanitária, Lucia Vilarinho, as suspeitas de infecção da mulher são fortes. “Ela está apresentando os sintomas de dengue desde a semana passada, ele foi encaminhada para consultas e realização de exames e infelizmente podemos dizer que a suspeita é bem preocupante.” Declarou Lucia.

Abaixo você confere algumas dicas de como identificar, tratar e combater a dengue,  Zika e chikungunya.

Dengue

Como identifico a dengue clássica?

Febre acima de 39ºC com início súbito e longa duração, dor de cabeça, dor muscular, náuseas, vômitos, fraqueza, dor nas juntas e nos olhos, diarreia, coceira e manchas no corpo são alguns dos sintomas.

Como identifico a dengue hemorrágica?

Pode ocorrer em até 3% dos pacientes infectados pelo vírus da dengue, sendo mais comum após uma primeira infecção. O que a diferencia da dengue clássica é a desidratação muito severa e a tendência a sangramentos Fique atento aos sinais de piora, que são: dor abdominal forte, pulso rápido, extremidades frias e roxas, diminuição na quantidade de urina e queda na temperatura. Nesses casos, procure um pronto-socorro com urgência.

Zika

Quais os principais sinais e sintomas da zika?

Os sinais e sintomas para zika incluem erupção na pele com pontos brancos ou vermelhos, que pode ser acompanhada de febre baixa, conjuntivite não purulenta e sem coceira, dor nas articulações, dor muscular, dor de cabeça e dor nas costas. Segundo a literatura, apenas 18% das pessoas apresentam manifestações clínicas da doença.

Em quanto tempo o paciente se recupera da zika?

A doença é considerada benigna e autolimitada, com os sinais e sintomas durando, em geral, de 2 a 7 dias. Segundo os relatos disponíveis, não há registro de óbitos por esta doença.

Quais são as complicações da zika?

Por ser uma arbovirose muito recente, os desdobramentos desta doença são muito pouco conhecidos. Além disso, a literatura científica sobre o tema é escassa, e sua descrição tem como base um número limitado de relatos de casos e investigações de surtos.

Quais os principais sinais e sintomas da chikungunya?

Febre acima de 39ºC com início súbito e curta duração e dores intensas nas articulações de pés e mãos. Pode ocorrer, também, dor de cabeça, dores nos músculos e manchas vermelhas na pele.

Como se identifica um caso suspeito de chikungunya?

O Ministério da Saúde definiu que devem ser consideradas como casos suspeitos todas as pessoas que apresentarem febre de início súbito maior de 38,5ºC e dor articular ou artrite intensa com início abrupto.

Tratamento

Quais são as principais formas de tratamento para dengue, zika e chikungunya?

Atualmente, não há tratamento específico nem vacinas disponíveis para estas arboviroses. O tratamento é sintomático ou de suporte, consistindo de repouso, hidratação e medicamentos para o alívio de sintomas.

Combate

O que as pessoas podem fazer para evitar a dengue, zika e chikungunya?

Como as arboviroses são transmitidas por mosquitos, é fundamental que as pessoas reforcem as medidas de eliminação dos criadouros das espécies. Segundo o Ministério da Saúde, em 90% dos casos, o foco do mosquito está nas residências. Por isso, devemos identificar os locais que possam se transformar em criadouros do Aedes Aegypti e limpá-los, retirando tudo que possa acumular água.

Como combater o criadouro de mosquitos?

  • Retirar a água de vasos e colocar areia no pratinho.
  • Manter os baldes e garrafas com a boca virada para baixo.
  • Não acumular lixos em local aberto.
  • Tapar os tonéis e depósitos de água.
  • Fechar e tampar as caixas de água.
  • Desentupir as calhas.
  • Retirar a água das lajes.
  • Colocar os pneus velhos em local coberto.
  • Colocar areia em cacos de vidro de muros.

[/vc_column_text][/vc_column][/vc_row]

You may also like

Comments

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

More in Destaque