GeralPolítica

Cherini declara que se sente injustiçado com decisão do PDT em expulsá-lo

0
Compartilhe este post

[vc_row][vc_column width=”1/1″][vc_column_text]

“Me sinto um injustiçado”, afirmou o deputado federal Giovani Cherini em relação a sua expulsão do PDT ocorrida nesta segunda-feira, 30/05.

O parlamentar se mostrou inconformado com a decisão pedetista de expulsar somente ele, dentre os seis deputados que votaram contra a orientação partidária.

Os outros cinco foram suspensos pelo partido por quarenta dias, e deverão ser julgados novamente. São eles Hissa Abrahão (PDT-AM), Sérgio Vidigal (PDT-ES), Mário Heringer (PDT-MG), Subtenente Gonzaga (PDT-MG) e Flávia Morais (PDT-GO).

“‘Tá lá’ o Basegio (ex-deputado estadual Diógenes Basegio que renunciou ao cargo após ser alvo de um processo de cassação), até hoje não foi expulso. Quando rouba não fazem isso, quando contraria a decisão é expulso. Que critérios são esses?”, declarou Cherini.

Cherini afirmou que à exceção de PCdoB, PSOL, PT e Rede, todos os demais partidos o convidaram para integrarem a sigla.

A executiva nacional do PDT expulsou Cherini devido ao fato de como ele, após definir contrariar o voto, fez campanha pela admissibilidade ao impeachment da presidente Dilma Roussef.

Fonte: Rede Sul

[/vc_column_text][/vc_column][/vc_row]

Mais em Geral