AgriculturaGeral

Dia do Agricultor: momento positivo do agro está ajudando a manter os mais jovens no interior

0
Compartilhe este post

O Dia do Agricultor é comemorado nesta quarta-feira, dia 28 de julho. A data homenageia os profissionais que trabalham no campo. A agricultura é um dos principais motores da economia, responsável por produzir alguns dos bens mais essenciais para o sustento do país.

Em 2021 a safra foi recorde no Rio Grande do Sul, além dos preços dos grãos elevados, contribuindo para um ano muito positivo para o setor. De acordo com a presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Passo Fundo, Marines Scapini Penz, os valores elevados e a safra positiva é bom, no entanto, os custos de produção também ficam elevados. Diante disso, a gestão da propriedade é fundamental.

Conforme a presidente, adubos, defensivos e outros insumos estão muito mais caros, algo que é histórico quando o dólar está elevado e o preço dos grãos também. Marines relata ainda que para o produtor de leite e o hortifrutigranjeiro, os custos de produção subiram demais.

Em relação ao clima, as temperaturas baixas previstas durante o inverno preocupam os agricultores, principalmente na fase da maturação das plantas, que pode acabar danificando a produção. Outro fator preocupante está relacionado com as chuvas. Os volumes vem sendo irregulares e a água é fundamental para a atividade no campo.

A presidente do sindicato dos Trabalhadores Rurais relata que o pequeno agricultor, também está produzindo mais. Aquele que produzia apenas para subsistência não consegue se manter mais. Desse modo, os pequenos produtores diversificaram suas culturas e estão produzindo diversos produtos para ampliar seus ganhos. A presidente destaca que até mesmo uma pequena propriedade pode ser muito rentável e o sindicato está a disposição para auxiliar os agricultores.

Marines relata que com a tecnologia que está a disposição no campo, com máquinas de última geração, internet de qualidade e rentabilidade alta, os jovens estão voltando para o interior e ficando nas propriedades. Muitos vem para a cidade, estudam, se especializam e retornam para tornar a propriedade profissional. Marines afirma que atualmente a gestão é fundamental no interior. A propriedade se tornou uma empresa e para isso é necessário conhecimento.

*Rádio Uirapuru

Mais em Agricultura