CulturaDestaquesGeral

Espumosense Judite Carlet faz história ao ser Vice-campeã do Enart 2019

0
Compartilhe este post

Classificada como uma das melhores edições já realizadas, o 34º ENART encerrou neste domingo, depois de três dias de disputas no Parque da Oktoberfest em Santa Cruz do Sul.

A edição deste ano também foi histórica para a região, que teve pela primeira vez uma premiação destaque no evento. A Espumosense Judite Luiza Brock Carlet consagrou-se vice-campeã da Declamação adulta feminina do maior festival de arte amadora da América Latina segundo a UNESCO.

Judite é instrutora e declamadora da Invernada de Declamação Gan Sepé Tiaraju e representou a entidade e a 14º Região Tradicionalista no festival. A espumosense passou pelas etapas inter Regional, que se realizou em Santo Ângelo, classificando 10 de 49 declamadores para final em Santa Cruz do Sul.

Na etapa final de Santa Cruz do sul eram 38 concorrentes e apenas 12 se classificaram para a finalíssima no domingo, quando Judite fez história e foi eleita a segunda melhor declamadora do estado.

No primeiro dia de competições Judite declamou o poema de Sebastião Teixeira Correia, “Pra Quem Tem Pátria na Alma”, e no domingo, de livre escolha, na finalíssima declamou o poema de Aparício Silva Rillo “Romance do Arrendador”.

Ao comemorar a conquista, Judite lembra dos esforços para tornar o poema cada vez mais verdadeiro nos palcos. “O sentimento de receber o prêmio de 2º melhor declamadora do estado me deixa muito feliz,alegria que não cabe no peito. Sempre me esforço e tento dar o melhor de mim no palco proporcionando vida e alma ao poema e graças a Deus sempre vem bons resultados.” comemorou.

A vice-campeã do ENART 2019 é natural de Espumoso, Judite Luiza Brock Carlet, recebeu este nome por indicação de uma tia muito devota que encontrou a inspiração na Bíblia. Casada com Flávio Carlet, mãe de Ana Luiza e Júlia, encontra na família a base de sua vida. Caçula entre sete irmãos, viveu toda a infância no Bairro Cooperativa Velha, para onde retornou em 2005, depois do falecimento da mãe, Amália, para conviver com o seu pai, David Brock, depois de residir em Ijuí, Santo Ângelo, Santa Rosa e Carazinho, por conta da profissão do marido.

Além da conquista deste domingo, ela possui mais de 160 troféus; avaliadora de Declamação; participações em diversos rodeios e festivais no Rio Grande do Sul, Brasil e exterior, como: “Crioulla del Prado”, em Montevidéu- Uruguai; Festivais Internacionais de Folclore em Portugal, em 2011 e 2012; Festival Internacional de Folclore no Equador, em 2014; Intercâmbio Cultural na Argentina, em 2014. – Oito vezes campeã do Festival Nacional da Cultura Gaúcha que reúne entidades tradicionalistas do Rio Grande do Sul e Santa Catarina. – Vice-campeã do Rodeio Internacional da Vacaria nos anos 2010, 2016 e 2018 e terceira colocada em 2012; – Finalista do Enart em 2017, o maior evento de arte e tradição da América Latina; – Bicampeã do Rodeio Internacional de Osório em 2019; – Bicampeã do Rodeio Internacional de Soledade em 2019; – Campeã do Rodeio Internacional de Canoas; Rodeio Internacional de Carazinho; Rodeio Internacional de Chapecó, por diversas edições; Rodeio de Araranguá; Rodeio de Esmeralda; – Vice-campeã do Rodeio Internacional de Passo Fundo 2018. – Participou da 23ª Quadra da Sesmaria da Poesia Gaúcha, de Osório em 2018; – Hexacampeã do Rodeio Interestadual de Espumoso; entre outros tantos. *Acima de tudo, uma apaixonada pela TRADIÇÃO e CULTURA do Rio Grande do Sul.

Evento de maior destaque no calendário tradicionalista do Estado, o Enart é realizado pelo MTG desde 1986 e promove competições de música, dança e literatura tendo como principal objetivo a valorização da cultura popular do Rio Grande do Sul. 

Mais em Cultura