DestaquesEstadoGeralPaís

Governo estuda ampliar faixa de renda no programa Minha Casa, Minha Vida para até R$ 12 mil mensais

0
Compartilhe este post

O governo está considerando a possibilidade de incluir famílias com renda mensal de até R$ 12 mil no programa habitacional Minha Casa, Minha Vida. A iniciativa foi impulsionada pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva, com o objetivo de integrar a classe média no programa de habitação.

O anúncio foi feito pelo ministro das Cidades, Jader Filho, durante a transmissão do programa “Conversa com o Presidente” nas redes sociais, nesta terça-feira (7).

“No momento, estamos em discussão no Ministério das Cidades, na Secretaria Nacional de Habitação, estamos dialogando com a Caixa e estamos considerando estender a faixa de renda até R$ 12 mil”, afirmou o ministro responsável pela pasta das Cidades.

“É essencial que possamos atender a um número maior de famílias. Quanto mais famílias pudermos incluir e ajudar a realizar o sonho da casa própria, mais significativo será esse atendimento”, acrescentou o ministro.

Lula defendeu a expansão dos limites de renda do programa e enfatizou que o governo deve facilitar o financiamento de imóveis para pessoas que desejam adquirir residências maiores. “Queremos até a Faixa 4 [no Minha Casa, Minha Vida]. Desejamos que pessoas que buscam uma casa com três ou quatro quartos possam financiar sua casa pelo governo.”

Além disso, o ministro das Cidades anunciou que o governo tem a expectativa de superar a meta de 2 milhões de unidades habitacionais até o final do mandato de Lula, em 2026. “Vamos ultrapassar a meta de 2 milhões de unidades habitacionais nos próximos quatro anos”, assegurou.

Jader Filho também declarou que os mutuários do Minha Casa, Minha Vida que também são beneficiários do Benefício de Prestação Continuada (BPC) e do Bolsa Família terão os contratos de financiamento quitados.

Mais em Destaques