DestaquesEducaçãoGeral

Governo protocola na Assembleia proposta de reajuste para o magistério

0
Foto: Itamar Aguiar / Palácio Piratini
Compartilhe este post

 

Ana Lanches

O governo do Estado protocolou na Assembleia Legislativa, na tarde desta quarta-feira (8/12), o projeto que prevê o reajuste salarial para o magistério. A proposta cumpre a prioridade de garantir a manutenção de pagamento do piso nacional, preservando a estrutura de classes e níveis do plano de carreira, ao mesmo tempo em que qualifica as condições das escolas com mais investimentos, assegurando um contexto fiscalmente sustentável.

“O esforço para envio hoje (quarta, dia 8) centrou-se no respeito ao parlamento quanto aos 10 dias de pauta previstos, mantendo-se a expectativa que os parlamentares possam, caso assim considerem, debater e apreciar ainda neste ano”, disse o secretário-chefe da Casa Civil, Artur Lemos.

Pela proposição, apresentada pelo governador Eduardo Leite durante a manhã a deputados da base aliada, será concedido reajuste de 32% na tabela inteira do subsídio para todos os professores a partir de janeiro de 2022, sem que haja qualquer achatamento da estrutura de classes e níveis aprovada pela Assembleia em 2020.

Com o conjunto de medidas salariais apresentado, que representa investimento de R$ 650 milhões por ano, o programa Avançar na Educação garantirá o emprego de R$ 1,07 bilhão em pagamentos adicionais aos professores até o fim de 2022.

Ainda na manhã dessa quarta (8), a proposta foi apresentada por secretários de Estado a representantes do Cpers/Sindicato em reunião na Secretaria da Educação.

Mais em Destaques