DestaquesPolíciaÚtimas Notícias

Homem é preso após 20 anos vivendo com identidade falsa. Família não sabia

0
Foto: Divulgação
Compartilhe este post

Um homem de 47 anos foi detido em Brusque, no Vale do Itajaí, sob a suspeita de utilizar documentos com identidade falsa por quase duas décadas. De acordo com o Delegado Odair Sobreira, o homem teria extinto sua identidade anterior e passou a levar uma vida normal com outro registro.

Ele adquiriu título de eleitor, abriu contas bancárias, obteve alvarás, casou-se e teve dois filhos registrados sob o nome falso, segundo o investigador.
O empresário teria ocultado sua verdadeira identidade até mesmo de sua esposa.

“Ele passou a ser uma nova pessoa com esse novo nome, essa nova identidade. Ele tirou habilitação, abriu empresas, tirou o CPF. Ele votava, teve dois filhos, relacionamentos conjugais”, disse o delegado.

De acordo com o delegado, o homem já havia sido detido anteriormente por questões relacionadas a pensão alimentícia, utilizando documentos falsificados.

Conforme informações da Polícia Civil, o suspeito foi interrogado posterior sua prisão preventiva, na presença de um advogado, porém optou por permanecer em silêncio.

A motivação por trás de seus atos ainda está sendo investigada.

A polícia civil de Brusque obteve um mandado de prisão com base nos delitos de uso de documento falso, falsificação de documento e falsidade ideológica.

Além disso, o delegado solicitou uma busca e apreensão na residência do homem, que foi autorizada pela Justiça. Durante a operação, os policiais encontraram uma quantidade mínima de maconha, diversos cartões bancários, cheques, documentos pertencentes a uma empresa local e uma carteira de motorista, todos identificados com o nome falso.

Notícias RS 24h

Mais em Destaques