DestaquesÚtimas Notícias

Japão divulga foto do solo lunar capturada por sonda em missão histórica

0
oto: JAXA/Takara Tomy/Sony Group Corporation/Doshisha University
Compartilhe este post

Japão divulgou uma imagem inédita do solo lunar, capturada por sua sonda não-tripulada “SLIM”, nesta quinta-feira (25). O módulo pousou na Lua na sexta-feira (19), consagrando o Japão como o 5º país do mundo a conseguir esse feito.

A Agência Espacial Japonesa (Jaxa) informou que a sonda conseguiu fotografar e transmitir dados usando um robô ejetável. Outros dados ainda estão sendo analisados pelos cientistas.

O pouso do SLIM (Módulo de Pouso Inteligente para Investigar a Lua, na sigla em inglês) foi feito a poucos metros do alvo estipulado pelos japoneses.

A título de comparação, pousos mais convencionais têm uma precisão de quilômetros, algo que limita a exploração em locais específicos, com muitas rochas, por exemplo.

A agência afirmou que conseguiu receber dados do módulo pouco menos de 3 horas após o pouso na Lua. O envio das informações foi feito antes que a sonda perdesse energia.

Ainda segundo a Jaxa, os painéis solares do SLIM não conseguiram gerar eletricidade devido a um possível posicionamento incorreto do equipamento. No entanto, uma mudança na direção da luz solar pode corrigir o problema.

O SLIM tem cerca de 1,7 metro de comprimento, 2,7 metros de largura e 2,4 metros de altura. Ou seja, é bem compacto. Por isso, a brincadeira com o seu nome em inglês, que também pode ser traduzido como “magro”.

Após o lançamento, quando já se aproximava da Lua, o módulo começou sua trajetória de descida acionando seus “olhos inteligentes” — um sistema que utiliza algoritmos, imagens e mapas pré-carregados para determinar exatamente onde ela estava acima da superfície lunar.

Isso foi crucial, já que o terreno de pouso é bem inclinado, e a missão precisava evitar obstáculos. Veja na imagem abaixo.

Como foi o pouso do módulo. — Foto: JAXA/Divulgação

Como foi o pouso do módulo. — Foto: JAXA/Divulgação

A sonda possui dois mini-robôs ejetáveis: um veículo saltador do tamanho de um forno de micro-ondas e um rover do tamanho de uma bola de beisebol, desenvolvidos em colaboração com a gigante de tecnologia Sony.

Estes dispositivos serão responsáveis por capturar imagens do módulo, proporcionando uma nova perspectiva da superfície lunar.

Mais em Destaques