PolíciaÚtimas Notícias

Morte de homem motivou protesto com incêndio de dois ônibus em Porto Alegre, diz polícia

0
Foto: Carla Mello/GZH
Compartilhe este post

O incêndio de dois ônibus na Avenida Princesa Isabel, no bairro Santana, em Porto Alegreaconteceu como protesto pela morte de um homem, de acordo com a Brigada Militar (BM).

Vladimir Abreu de Oliveira, de 41 anos, desapareceu na sexta-feira (17) após ser colocado dentro de uma viatura da polícia militar do Rio Grande do Sul. O caso é apurado pela Corregedoria da Brigada Militar (leia, abaixo, a nota da BM sobre o caso).

Com ferimentos, o corpo dele foi localizado no domingo (19) em uma região alagada na Zona Sul da Capital, distante cerca de 10 km de onde foi visto pela última vez.

“É um lugar que eu acho que ele nem conhece, nunca foi na vida, lá na Zona Sul, na Ponta Grossa, num lago, jogado. Ele estatá todo machucado. Ontem, a gente reconheceu o corpo, a minha prima reconheceu o corpo, ele tá todo machucado, todo, todo, a perita falou, ‘torturaram ele, torturaram ele antes de matar’. Torturaram ele. E ele não tinha inimigo, ele não tinha guerra, ele não era envolvido com tráfico. Para quê sequestrar ele?”, conta a irmã de Vladimir, Letícia Abreu de Oliveira.

De acordo com testemunhas, Vladimir estava em casa, no Condomínio Princesa Isabel, quando houve a abordagem policial. Sem notícias dele, a família fez buscas em delegacias e hospitais, sem resultado.

Após serem informados de que Vladimir havia sido encontrado morto e com ferimentos pelo corpo, cerca de 50 pessoas bloquearam a avenida em frente ao condomínio em que ele vivia. Os ônibus foram incendiados. Motoristas contaram à polícia que manifestantes pediram para todos que estavam nos veículos saíssem. Em seguida, atearam fogo nos automóveis. Ninguém ficou ferido.

O corpo de Vladimir vai ser enterrado na tarde desta segunda-feira (20). A família espera esclarecimentos da polícia para saber se ele foi levado mesmo para algum lugar em uma viatura da BM, como disseram testemunhas, e o que aconteceu antes dele ser encontrado morto.

Nota da Brigada Militar

Na noite de ontem (19/5), a Brigada Militar foi acionada para atender uma ocorrência de incêndio em ônibus localizado na Avenida Princesa Isabel, n°160, em Porto Alegre.

Aproximadamente 50 pessoas bloquearam a via e lançaram um artefato incendiário, possivelmente um coquetel molotov, com o intuito de inflamar dois ônibus. As chamas foram prontamente contidas pelo Corpo de Bombeiros, enquanto a Brigada Militar assumiu a responsabilidade pela segurança do perímetro.

A motivação do protesto seria relacionada a uma abordagem realizada pela BM que está sendo investigada através de um Inquérito Policial Militar instaurado ontem, para apuração“.

G1 RS

Mais em Polícia