DestaquesGeralRegiãoSaúdeÚtimas Notícias

Nordeste foi a região que mais enviou voluntários do SUS durante a enchente do RS, diz ministério

0
Compartilhe este post

A Força Nacional do SUS já enviou, até este domingo (2), 364 profissionais de saúde para socorro aos atingidos pelas enchentes que assolaram o Rio Grande do Sul em maio, conforme dados do Ministério da Saúde.

A Região Nordeste, com voluntários vindos de oito estados, é a que mais enviou profissionais para atuar no RS: 121 voluntários, o equivalente a 33,2% do total. Veja os números abaixo.

Na próxima sexta-feira (7), mais 88 voluntários, entre médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem, assistentes sociais, entre outros, chegam para reforçar os atendimentos.

Região Norte: 11 profissionais

  • Pará (PA): 4
  • Roraima (RR): 3
  • Tocantins (TO): 2
  • Amazonas (AM): 1
  • Acre (AC): 1

Região Nordeste: 121 profissionais

  • Bahia (BA): 36
  • Sergipe (SE): 27
  • Rio Grande do Norte (RN): 13
  • Pernambuco (PE): 12
  • Paraíba (PB): 11
  • Ceará (CE): 9
  • Alagoas (AL): 8
  • Maranhão (MA): 3
  • Piauí (PI): 2

Região Centro-Oeste: 54 profissionais

  • Distrito Federal (DF): 40
  • Goiás (GO): 10
  • Mato Grosso do Sul (MS): 3
  • Mato Grosso (MT): 1

Região Sudeste: 62 profissionais

  • São Paulo (SP): 31
  • Minas Gerais (MG): 24
  • Rio de Janeiro (RJ): 5
  • Espírito Santo (ES): 2

Região Sul: 116 profissionais

  • Rio Grande do Sul (RS): 92
  • Paraná (PR): 14
  • Santa Catarina (SC): 10

“Nessa hora, esses profissionais mostram a força do SUS e dos trabalhadores de saúde. É impressionante a dedicação. Eles escolheram cuidar das pessoas”, disse à Globonews Márcio Garcia, diretor do departamento de emergência em saúde pública do Ministério da Saúde.

Segundo ele, a equipe multiprofissional reunida na Força Nacional do SUS precisa ter experiência de pelo menos cinco anos em assistência, que garante atendimento além da emergência.

“Temos também atendimentos de doenças crônicas, porque as pessoas foram desassistidas e atendimentos psicossociais”, afirma.

Mais de 9,4 mil atendidos

A Força Nacional do SUS realizou mais de 9,4 mil atendimentos à população gaúcha.

Primeiros socorros, atendimentos de rotina e acompanhamento, atendimento relacionado às doenças caudadas pelas enchentes, como a leptospirose, são alguns dos atendimentos realizados pelos profissionais de saúde voluntários.

Os profissionais também atuaram em resgates e atendimentos emergenciais de pessoas resgatadas com ferimentos. Mais de 2 milhões de pessoas foram afetadas com a tragédia no RS, sendo que mais de 800 tiveram ferimentos.

Até este domingo (2), 77.873 pessoas foram resgatadas.

As equipes também realizam atendimentos móveis e acompanhamento de aldeias indígenas. Mais de 300 atendimentos foram realizados no estado.

Em 13 anos, essa é a primeira vez que a Força Nacional do Sistema Único de Saúde (FN-SUS) trabalha numa missão dessa magnitude, uma vez que 97% do território gaúcho foi afetado.

O grupo também presta assistência em saúde nos quatro hospitais de campanha do Ministério da Saúde, em Porto Alegre e três cidades da Região Metropolitana, Canoas, Novo Hamburgo e São Leopoldo

A Força foi criada após a tragédia da região serrana do Rio de Janeiro, em 2011. Atualmente, há mais de 70 mil profissionais de saúde cadastrados.

São médicos, aeromédicos, emergencistas, enfermeiros, gestores, psicólogos e climatólogos, entre outros, que compõem o quadro necessário para atender a população do estado.
Fonte: G1

Mais em Destaques