DestaquesEstadoGeral

ONDE ESTÁ MEU BENEFÍCIO? l Afetados por enchentes alegam não pagamento de recursos prometidos

0
Compartilhe este post

Nos municípios de Eldorado do Sul e Guaíba, na região metropolitana, a perspectiva de mais chuvas ao longo dos próximos dias segue causando preocupação aos moradores, que estão distantes de uma plena recuperação dos estragos das enchentes anteriores, que se mostraram históricas. Em Eldorado do Sul, continuam 300 pessoas desalojadas, 350 afetados no município e 60 desabrigados no Ginásio Getúlio Vargas.

Ainda estão fechados o posto de saúde Picada e a Farmácia Municipal, e o entulho nas ruas segue sendo recolhido. Alguns moradores comentam que há problemas com os cadastros do Programa Volta por Cima, do governo estadual, e que não podem ser acessados. “Aparece a mensagem de CPF não encontrado”, relata a diarista Caren Bittencourt, moradora do bairro Cidade Verde, um dos mais afetados pela enchente de cerca de duas semanas atrás.

Hoje, em tese, seria o primeiro dia em que a consulta da situação do benefício, cujos cadastros são de responsabilidade da Prefeitura poderia ser feita. No entanto, isto não foi possível para ela e outros habitantes do entorno. “Acredito que isto esteja ocorrendo somente em Eldorado do Sul, porque trabalho em Porto Alegre e lá não está acontecendo”, comentou a diarista. De acordo com Caren, a falha foi o motivo dos protestos ocorridos em frente a sede da Administração, nesta semana, e o fato tem causado frustração nos moradores.

Procurada, a Prefeitura de Eldorado do Sul confirmou que recebeu relatos de moradores, mas que as consultas seriam feitas em dias anteriores a hoje, ou seja, quando a mesma não estava disponível. Disse também que “nem todas as famílias que se cadastraram serão contempladas”. Ainda, que diversas pessoas se cadastraram, mas não foram atingidas pelas cheias, e que o governo do Estado seria responsável pela filtragem. Após ser informada de que a consulta ocorreu nesta sexta-feira, a Prefeitura disse que a Defesa Civil local coletou as informações e repassou ao governo do estado.

A Secretaria Estadual de Assistência Social (SAS/RS) dá outra versão. Afirma que o município de Eldorado do Sul está contemplado para aderir ao programa desde as enchentes de setembro, mas a Prefeitura “perdeu o prazo para cadastramento dos moradores” e, por isso, abriu um novo chamamento, encerrado em 17 de novembro. Assim, quem mora no município somente receberá o pagamento na primeira quinzena de dezembro, “devido ao grande volume de cadastros enviados” até esta data, e referente à segunda lista de beneficiários.

Assim, a primeira lista de contemplados do município sairá até a próxima segunda-feira. Eles incluem atingidos pelas cheias de 21 e 28 de setembro, de 3 a 5 e 13 a 15 de outubro, além das pessoas que cumprem as condições do decreto estadual que criou o Volta por Cima. No Instagram da Prefeitura de Eldorado do Sul, a postagem que fala da possibilidade de consulta dos moradores desde 1º de dezembro tinha ontem comentários cobrando um posicionamento da Prefeitura sobre a possibilidade das consultas do benefício.

Governo federal libera R$ 4,5 milhões a Eldorado do Sul

Também nesta sexta-feira, o governo federal anunciou o envio de R$ 4,5 milhões aos atingidos pela enchente em Eldorado do Sul, recursos destinados pelo Ministério da Integração e do Desenvolvimento Regional (MDR) para aquisição de colchões e cestas básicas aos moradores. “Este é mais um compromisso do presidente Lula em estar ao lado dos gaúchos na hora em que mais precisam. Estive nesta semana ao lado dos moradores em Eldorado do Sul. Pude olhar em seus olhos e levar o compromisso do governo Lula para que estas famílias possam passar um Natal com mais dignidade”, ressaltou o ministro-chefe da Secretaria de Comunicação Social (Secom) da Presidência da República, Paulo Pimenta, que visitou o município na última quarta-feira.

Enquanto isso, em Guaíba, o nível da régua de medição mantida pela Secretaria Estadual do Meio Ambiente e Infraestrutura (Sema) no terminal da CatSul, no Centro, atingiu hoje pela manhã a marca de 1,85 metro, marcando uma trajetória oscilante nesta semana, mas com tendência estável. Em razão da previsão de chuva, a Prefeitura cancelou o 1º Passeio Ciclístico alusivo ao Dezembro Vermelho, mês de conscientização contra a Aids. O evento ocorreria na manhã deste domingo, com saída do Largo José Claudio Machado. Conforme a Administração, não há mais problemas de ordem estrutural causados pelas chuvas anteriores, como pessoas desabrigadas.

Fonte: Correio do Povo

Mais em Destaques