DestaquesGeralPolíciaRegiãoÚtimas Notícias

PASSO FUNDO: HOMEM ACUSADO PELO MPRS É CONDENADO A 45 ANOS DE PRISÃO POR FEMINICÍDIO

0
Compartilhe este post

Um homem, de 26 anos, foi condenado na quinta-feira, 8 de fevereiro, pelo feminicídio da companheira ocorrido no dia 5 de fevereiro de 2023, em Passo Fundo, no norte do Estado. O acusado pelo Ministério Público do Rio Grande do Sul (MPRS) recebeu uma pena de 45 anos de prisão pelo homicídio em razão da questão de gênero dentro de um contexto de violência doméstica e familiar. Ele se encontra no sistema prisional.

Na sentença, foram apontadas outras qualificadoras como motivo fútil, no caso envolvendo ciúmes, recurso que dificultou a defesa de Keli Greice do Amarante de Souza, de 22 anos, e também pelo fato do delito ocorrer dentro do período de três meses após o filho mais novo do casal ter nascido e ainda por ter sido cometido na presença das crianças, já que os dois tinham mais dois filhos. Além disso, o disparo fatal foi dado mediante “roleta russa”.

O homem também foi condenado por outros crimes conexos, como porte ilegal e disparo de arma de fogo em via pública. O promotor de Justiça Marcelo Tubino atuou em plenário pelo MPRS. Segundo ele, todos os quesitos apresentados pela instituição foram aceitos pelo Conselho de Sentença. “Os parentes lotaram o plenário e, na quinta-feira, fez um ano da morte da vítima. A bisavó dela, emocionada, chegou a dizer que a bisneta faz muita falta para a família ao agradecer pela atuação do Ministério Público”, disse o promotor.

DENÚNCIA

Conforme a denúncia do MPRS, do dia 17 de março de 2023, o crime ocorreu no bairro São José, em Passo Fundo, no dia 5 de fevereiro, mas Keli — após ser socorrida e hospitalizada — faleceu no dia 8 de fevereiro do ano passado. Ela levou um tiro no rosto. Antes disso, o casal e os filhos receberam uma carona de outro casal.

Eles retornaram para casa depois de estarem em uma confraternização e só saíram do local devido desentendimento e ameaças por parte do investigado. Neste trajeto, ele efetuou um disparo de arma de fogo para o alto, por isso também foi condenado por esse delito, o feminicídio ocorreu logo depois do casal ter ingressado na sua residência.

Fonte: Ministério Público do Rio Grande do Sul

Mais em Destaques