GeralPolícia

Polícia Civil confirma que Operação “Garras da Lei” prendeu 43 traficantes em Soledade

0
Compartilhe este post
Ana Lanches

[vc_row][vc_column width=”1/1″][vc_column_text]

Deflagrada pela Polícia Civil, a operação “Garras da Lei” foi considerada uma das maiores operações contra o tráfico de drogas em Soledade. Os números foram divulgados pelo chefe de polícia do Rio Grande do Sul, Emerson Wendt, em coletiva de imprensa.

No total da operação, ao longo de oito meses, foram 43 presos, sendo 35 homens e 9 mulheres em 40 mandados cumpridos no município de Soledade. A operação teve por objetivo combater o tráfico de drogas e foram cumpridas 69 ordens judiciais, 40 mandados e 29 de busca e apreensão.

Segundo Wendt, foram utilizadas sessenta viaturas para acolher o trabalho de duzentos e vinte policiais na realização desta atividade. “É importante que a sociedade participe conosco nesse processo de tentativa de redução de criminalidade”, declarou Emerson.

De acordo com o titular da Divisão de Assessoramento Especial do Departamento de Polícia do Interior (DAE-DPI), delegado João Silveira Goulart, foram nove delegacias regionais de polícia que se fizeram presentes. “Agradeço a Polícia Civil de Soledade por delegar essa sensação de segurança a comunidade”, declarou Goulart.

O Delegado Regional de Polícia, Jader Ribeiro Duarte afirmou que foram oito meses de esforço da Polícia Civil de Soledade, sob comando do delegado Marcos Vinícius Veloso. “A sociedade exige mais rigor e mais esforço, e a polícia está dando esta resposta”, afirmou Jader.

Ainda conforme Duarte, esse número de traficantes para uma cidade de 30 mil habitantes como Soledade mostra o caos que estamos vivendo. “Isso demonstra o quanto os números são grandes em Soledade e por isso, precisamos mais ainda elogiar os policiais do município”, declarou.

O mentor da investigação e da operação, delegado Marcos Vinicius Veloso explicou que o nome “Garras da Lei” se deve única e exclusivamente a garra dos policiais que estiveram comprometidos

As investigações começaram em novembro e terminaram na operação desta quarta-feira, 22/06. “Soledade precisava desta operação gigantesca para que as informações cheguem cada vez mais rápida para a Polícia”, declarou Veloso.

Ainda segundo Marcos, não foram presos todos os traficantes, mas os “principais”, inclusive destacou que após a prisão do maior traficante de Soledade na semana passada, foi preso o segundo maior traficante do município nesta operação.

Todos os presos são moradores de Soledade, estavam interligados e serão encaminhados para o Presídio Estadual de Soledade, em um primeiro momento, apesar de sua superlotação.

A Polícia Civil não fez o levantamento total, porém, foram apreendidas armas, munições, além de quantidades consideráveis de droga. “O tráfico é assim, estão todos interligados”, declarou o delegado regional Jader.

Os presos são conhecidos da polícia e a operação, segundo o delegado de polícia Marcos Veloso, não termina hoje.

Em relação a receptividade da população, que aplaudia a chegada de cada preso na delegacia, o delegado Veloso afirmou que o trabalho “é para o bem da sociedade” e por isso satisfatória a manifestação da comunidade.

As informações são da Rádio Cristal

[/vc_column_text][/vc_column][/vc_row]

Mais em Geral