GeralRegião

Postos de combustíveis não funcionarão aos domingos no RS

0
Compartilhe este post

Estabelecimentos poderão abrir de segunda a sábado, das 7h às 19h

Postos de combustíveis não irão funcionar aos domingos no Rio Grande do Sul. Um decreto do governo do Estado, publicado nessa sexta, estabelece que o funcionamento dos locais, bem como de suas lojas de conveniências, de segunda-feira a sábado, das 7h às 19h. A medida tem como objetivo conter a disseminação do novo coronavírus.

Segundo o texto, o decreto institui “a determinação de que postos de combustível, em especial de suas lojas de conveniência, funcionem, em todo o território estadual, apenas no intervalo compreendido entre as 7h e as 19h, vedada a abertura aos domingos, bem como, em qualquer dia e horário, a aglomeração de pessoas nos seus espaços de circulação e dependências, abertos e fechados”.

O decreto do governador institui que “as autoridades deverão adotar as providências cabíveis para a punição, cível, administrativa e criminal, bem como para a prisão, em flagrante, quando for o caso, de todos aqueles que descumprirem ou colaborarem para o descumprimento das medidas estabelecidas neste Decreto”.

O Palácio Piratini e diversas prefeituras têm adotado medidas cada vez mais restritivas para evitar a aglomeração de pessoas nas ruas. Ontem, o governador Eduardo Leite anunciou o fechamento de todas as praias do litoral do Rio Grande do Sul, tanto as litorâneas quanto as localizadas nas águas internas. Assim, o governo pretende evitar aglomerações no litoral. “Quarentena não é férias”, enfatizou o governador. O Estado já registra 56 casos de Covid-19. 

Sulpetro

Conforme o presidente do Sindicato intermunicipal do Comércio Varejista de Combustíveis e Lubrificantes no Rio Grande do Sul (Sulpetro), João Carlos Dal’Aqua, a determinação já está em vigor em todos os postos do Rio Grande do Sul. A orientação do Sulpetro é que os postos fixem na porta e vitrine das lojas uma cópia do decreto para conhecimento tanto de fiscalizações quanto da população em geral. Também está sendo pedido que sejam retiradas as mesas existentes em lojas de conveniência para evitar que os clientes fiquem aglomerados ou por muito tempo dentro do estabelecimento.

Em relação aos funcionários, o Sindicato orienta os revendedores a que trabalhem com equipes reduzidas e operem com esquema de plantão, antecipem férias de trabalhadores e liberem profissionais do “grupo de risco”. Dal’Aqua lembra que o decreto não interfere nos preços dos combustíveis. Entretanto, os revendedores já notaram queda de 40% na movimentação e venda dos combustíveis na última semana.

*Correio do Povo

Mais em Geral