DestaquesEducaçãoGeralRegião

Prefeitos da AMASBI são contra retorno das aulas presenciais da educação infantil em setembro

0
Foto: Reprodução
Compartilhe este post
Uninter

Por unanimidade, os prefeitos dos municípios da Associação dos Municípios do Alto da Serra do Botucaraí (Amasbi) manifestaram-se contrários ao retorno das aulas presenciais na educação infantil no dia 8 de setembro, proposto pelo governo estadual. A decisão foi encaminhada por ofício à Federação dos Municípios do Rio Grande do Sul (Famurs) na sexta-feira (04).

Entre as justificativas estão o aumento de casos de contaminação pelo Covid-19 na maioria dos municípios pertencentes à associação e a impossibilidade de oferecer garantias sanitárias que garantam a segurança aos alunos, professores, servidores e a suas famílias. A entidade cita a carência de recursos humanos para implementação de todos os protocolos preventivos necessários.

“O retorno das aulas presenciais deve ser considerada e decidida com extrema cautela devido as implicações e resultados negativos irreversíveis que poderão decorrer desta retomada. A epidemia ainda está com alta incidência e o sistema hospitalar com ocupação elevada, o que determina que a precaução deve ser mantida como prática fundamental”, diz o documento.

Uma nova avaliação será realizada no final do mês pelos prefeitos, levando em consideração o cenário geral regional e estadual para a tomada de nova decisão, inclusive, em relação à rede de ensino estadual e particular.

Os municípios que compõem a Amasbi são: Alto Alegre, Barros Cassal, Campos Borges, Espumoso, Fontoura Xavier, Gramado Xavier, Ibirapuitã, Itapuca, Mormaço, Nicolau Vergueiro, São José do Herval, Soledade, Tio Hugo e Victor Graeff.

*AMASBI

You may also like

Comments

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

More in Destaques