DestaquesÚtimas Notícias

RS registra mais duas mortes por leptospirose em razão das cheias e total de óbitos chega a quatro

0
Ruas de Espumoso, no norte gaúcho, após a enchente — Foto: Arquivo pessoal
Compartilhe este post

O Rio Grande do Sul confirmou, na noite desta quinta-feira (22), mais duas mortes por leptospirose em razão das cheias que atingem o estado desde o final de abril. Com isso, o total de vítimas por causa da doença chega a quatro.

As vítimas mais recentes são dois homens. Um deles, de 56 anos, vivia em Cachoeirinha. O homem morreu no dia 19 de maio. O outro tinha 50 anos, morava em Porto Alegre e morreu no dia 18.

As primeiras vítimas foram Eldo Gross, de 67 anos, morador de Travesseiro, e um homem de 33 anos, de Venâncio Aires. Os dois óbitos ocorreram no dia 17 de maio. Além disso, o estado tem outras quatro mortes em investigação e 54 casos confirmados de leptospirose por causa das enchentes.

  • Casos confirmados: 54
  • Óbitos: 4 (Travesseiro, Venâncio Aires, Porto Alegre, Cachoeirinha)
  • Óbitos em investigação: 4 (Encantado, Sapucaia, Viamão e Tramandaí)

Segundo a Secretaria Estadual da Saúde (SES), outros casos e óbitos já haviam sido registrados mesmo antes do período de calamidade pública enfrentado pelo RS. De acordo com dados do Ministério da Saúde, até 19 de abril, o estado tinha somado seis mortes e 129 casos.

O Rio Grande do Sul registra 163 mortes em razão dos temporais e cheias que atingem o estado desde 29 de abril. Em boletim divulgado às 18h desta quinta-feira (23), a Defesa Civil ainda informou que 64 pessoas estão desaparecidas.

G1 RS

–:–/–:–

Mais em Destaques