DestaquesEstadoGeralSaúde

SES prepara estratégias de enfrentamento da varíola dos macacos

0
Foto: Freepik
Compartilhe este post

 

Devido ao aumento de casos de monkeypox, a varíola dos macacos, no território gaúcho, a Secretaria da Saúde (SES) prepara estratégias para o enfrentamento da doença, com foco em vigilância em saúde e prevenção.

Em reunião nessa quarta-feira (3/8), a equipe diretiva da SES ressaltou a necessidade de agregar diversos segmentos da sociedade civil para acompanhar a evolução da monkeypox no mundo, preparar a rede de assistência à saúde, sensibilizar os municípios ao diagnóstico da doença, entre outros, assim como ocorreu no enfrentamento à covid-19, desde o início do surgimento da doença.

A ideia é trabalhar com o Centro de Operações de Emergência (COE) já constituído para a covid-19, mas buscando novos parceiros externos que tenham relação com a monkeypox, como, por exemplo, sociedades de dermatologia. Dentro do Centro Estadual de Vigilância em Saúde (Cevs) e do Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde (Cievs), este trabalho de monitoramento das doenças é permanente, mesmo antes de existir registro da circulação no Estado.

Casos de monkeypox confirmados no RS chegam a 12

O número de casos de monkeypox confirmados no Rio Grande do Sul chegou a 12. Sete deles foram confirmados pela Secretaria da Saúde (SES) nos últimos sete dias. Entre o total, são sete homens e cinco mulheres.

Situação da monkeypox no RS em 3 de agosto

Casos confirmados por município:

  • Canoas: 1
  • Caxias do Sul: 2
  • Garibaldi: 1
  • Igrejinha: 1
  • Porto Alegre: 5 (sendo um deles residente do exterior em viagem à cidade)
  • Uruguaiana: 1
  • Viamão: 1

Mais em Destaques