DestaquesGeralSaúde

Decreto do governo do estado volta a obrigar fechamento do comércio de Espumoso

0
Compartilhe este post

O governador do Rio Grande do Sul realizou nesta quinta-feira (30) o anúncio do novo distanciamento social que entrará em vigor a partir de amanhã (1°).

Durante coletiva de imprensa realizada através de live, o governador decretou o fechamento do comércio na região de Passo Fundo e Lajeado a partir desta sexta-feira. Ainda, o decreto do Estado determinou que, em função do Dia das Mães, vendas só sejam feitas online, por delivery, ou drive-thru, onde o cliente pega seus produtos dentro de veículos.

Em slides apresentados durante a coletiva, pelo modelo de distanciamento social controlado apresentado pelo governador, apenas as regiões de Passo Fundo e Lajeado continuam classificadas na bandeira vermelha, que é a segunda mais grave. Por isso, as restrições são mais rígidas nessas duas cidades e suas respectivas regiões.

De acordo com esse novo decreto e com base no modelo de distanciamento apresentado pelo governo como forma de amenizar as consequências do Coronavírus no estado, Espumoso está dentro da região de Passo Fundo e também é atingido pelo decreto e deverá fechar o comércio.

A prefeitura municipal de Espumoso por outro lado, disse que vai aguardar a divulgação do decreto para analisar todos os pontos e ver qual medida tomará para reverter a situação e manter as atividades como estão no município. “Nós estamos esperando a pulicação deste decreto e vamos analisar ele para achar uma forma de manter as atividades como estão hoje. Nós estamos realizando ações que estão dando certo e registramos apenas alguns casos que foram trazidos de outras cidade e não temos nenhum infectado mais na cidade. Logo, somos contra o fechamento do comércio local.” salientou o Prefeito Douglas Fontana.

Ainda, o governador anunciou adiantamento das férias em escolas estaduais e declarou que aulas na rede pública podem voltar em junho. Já na rede privada, isso pode acontecer ainda em maio.

Entenda o modelo de distanciamento controlado que entrará em vigor no Rio Grande do Sul ao longo do mês de maio

O governador Eduardo Leite apresentou, na tarde desta quinta-feira (30), uma formatação prévia do modelo de distanciamento controlado que entrará em vigor no Rio Grande do Sul ao longo do mês de maio. Antes disso, o Comitê de Dados e de Saúde, vinculado ao Gabinete de Crise do Estado, receberá sugestões até 2 de maio e fará eventuais atualizações na estratégia.

O Estado é dividido em 30 Regionais de Saúde. Para o acompanhamento dos indicadores, o governo uniu algumas delas, a partir de critérios como os hospitais de referência para leitos de UTI, e optou por utilizar 20 regiões no modelo de distanciamento controlado.

Confira as regiões a partir da cidade mais populosa:

  1. Santa Maria (Centro-Oeste)
  2. Uruguaiana (Centro-Oeste)
  3. Capão da Canoa (Metropolitana)
  4. Taquara (Metropolitana)
  5. Novo Hamburgo (Metropolitana)
  6. Canoas (Metropolitana)
  7. Porto Alegre (Metropolitana)
  8. Santo Ângelo (Missioneira)
  9. Cruz Alta (Missioneira)
  10. Ijuí (Missioneira)
  11. Santa Rosa (Missioneira)
  12. Palmeira das Missões (Norte)
  13. Erechim (Norte)
  14. Passo Fundo (Norte)
  15. Pelotas (Sul)
  16. Bagé (Sul)
  17. Caxias do Sul (Serra)
  18. Cachoeira do Sul (Vales)
  19. Santa Cruz do Sul (Vales)
  20. Lajeado (Vales)

Confira as cidades da região de Passo Fundo que também precisarão fechar o comércio a partir desta sexta-feira:

  1. Água Santa
  2. Almirante Tamandaré do Sul
  3. Alto Alegre
  4. André da Rocha
  5. Arvorezinha
  6. Barracão
  7. Barros Cassal
  8. Cacique Doble
  9. Camargo
  10. Campos Borges
  11. Capão Bonito do Sul
  12. Carazinho
  13. Casca
  14. Caseiros
  15. Ciríaco
  16. Coqueiros do Sul
  17. Coxilha
  18. David Canabarro
  19. Ernestina
  20. Espumoso
  21. Fontoura Xavier
  22. Gentil
  23. Ibiaçá
  24. Ibiraiaras
  25. Ibirapuitã
  26. Itapuca
  27. Lagoa dos Três Cantos
  28. Lagoa Vermelha
  29. Lagoão
  30. Machadinho
  31. Marau
  32. Mato Castelhano
  33. Maximiliano de Almeida
  34. Montauri
  35. Mormaço
  36. Muliterno
  37. Não-Me-Toque
  38. Nicolau Vergueiro
  39. Nova Alvorada
  40. Paim Filho
  41. Passo Fundo
  42. Pontão
  43. Sananduva
  44. Santa Cecília do Sul
  45. Santo Antônio do Palma
  46. Santo Antônio do Planalto
  47. Santo Expedito do Sul
  48. São Domingos do Sul
  49. São João da Urtiga
  50. São José do Ouro
  51. Serafina Corrêa
  52. Sertão
  53. Soledade
  54. Tapejara
  55. Tapera
  56. Tio Hugo
  57. Tunas
  58. Tupanci do Sul
  59. Vanini
  60. Victor Graeff
  61. Vila Lângaro
  62. Vila Maria

Segmentação Setorial

Setores como educação, comércio, serviços, indústria, transportes e agricultura, entre outros, terão restrições proporcionais ao nível de segurança do contágio da Covid-19 e o respectivo impacto econômico.

No total, a proposta prevê 12 grupos setoriais e protocolos para 50 atividades, de acordo com o impacto.

Protocolos

Cada nível de distanciamento controlado conterá protocolos diferentes, que ainda estão recebendo sugestões.

Eles envolvem as regras que terão de ser adotadas conforme a bandeira da região e o setor econômico, como, por exemplo, quanto ao funcionamento, se pode ficar aberto ou não; ao horário, com restrições ou não; à triagem (medição de temperatura) dos colabores; quais EPIs são obrigatórios no atendimento, como máscaras e luvas; se devem ter afastamento de grupos de risco, algum tipo de distanciamento mínimo entre pessoas e limitação de pessoas, entre outros.

Bandeiras

A estratégia do governo prevê quatro estágios de controle, traduzidos em “bandeiras”: amarela, laranja, vermelha e preta. A amarela indica uma situação branda, com medidas mais amenas, e o grau de restrições avança até a preta, quando seria necessário o isolamento social (lockdown).

Para definir a cor da bandeira, foram definidos dois grandes grupos de medidores: propagação e capacidade de atendimento. Cada um deles tem peso de 50% para a definição das bandeiras. No total, serão acompanhados 11 indicadores.

A coleta dos dados será diária, mas a atualização das cores de cada região ocorrerá aos sábados, valendo para a semana seguinte.

Com informações da Rádio Uirapuru.

Mais em Destaques