Previsão do TempoÚtimas Notícias

Defesa Civil emite alerta para temporais, ventos de 60 km/h e cheias de rios no Rio Grande do Sul

0
Compartilhe este post

O monitoramento constante da Defesa Civil do Rio Grande do Sul revelou que nesta segunda (29), os temporais isolados continuam a exercer influência em praticamente todo o território gaúcho.

Durante a manhã, chuvas pontualmente fortes acompanhadas de descargas elétricas atingiram as regiões Norte e Nordeste. Enquanto isso, nas Missões, Campanha, Centro, Sul, Costa Doce e Região Metropolitana de Porto Alegre (RMPOA), as instabilidades persistem ao longo do dia, com volumes de precipitação variando entre 25 e 40 mm/dia, podendo exceder 70 mm/dia na Campanha, Sul e Costa Doce.

Ventos com rajadas em torno de 40 a 50 km/h foram registrados durante as instabilidades, podendo atingir até 60 km/h.

Para a terça (30), espera-se o avanço de uma frente fria sobre o oceano, juntamente com o fluxo de umidade, favorecendo a ocorrência de chuvas intensas e ventos fortes, com possibilidade de queda de granizo na Campanha, Centro, Sul, Costa Doce e RMPOA. Os volumes de chuva podem variar entre 30 e 50 mm/dia, podendo ultrapassar os 70 mm/dia na Campanha, Sul e Costa Doce. Os ventos devem soprar com rajadas em torno de 50 a 70 km/h, podendo atingir até 80 km/h.

Na quarta-feira (1/5), a lenta progressão de uma frente fria sobre o oceano, combinada com o fluxo de umidade, aumenta o risco de temporais isolados com chuvas intensas, ventos fortes e possível queda de granizo na Campanha, Centro, Sul, Costa Doce e RMPOA. Os acumulados de chuva podem variar entre 60 e 80 mm/dia, com potencial de superar os 100 mm/dia na Campanha e Sul. Os ventos devem permanecer com rajadas entre 50 e 70 km/h, podendo chegar a 80 km/h.

A tendência para a quinta (02) é de que as instabilidades se mantenham intensas em praticamente todo o Estado, com os maiores acumulados de chuva concentrados na metade Norte e na região da Costa Doce.

Nas últimas 24 horas, foram registrados volumes elevados de precipitação na região de divisa com o Uruguai e no norte do estado, superando os 80 mm em pontos isolados. Como resposta a esses volumes precipitados, os rios do estado apresentam, em sua maioria, níveis em tendência de elevação, com exceção da região sul, que apresenta níveis em declínio.

Destaque para o rio Quaraí, que já está acima da cota de inundação e segue em lenta elevação. Com a previsão de novas precipitações volumosas nas próximas 24 horas, é esperada a manutenção dessa tendência de elevação nos principais rios do estado, com respostas hidrológicas significativas em praticamente todas as bacias.

Leouve