Conecte-se Conosco

Destaques

Ex-secretário da fazenda de Espumoso é acusado de receber propina

Publicado

em

Tramita no Fórum de Espumoso um processo aberto pelo Ministério Público de Espumoso sobre um possível recebimento de propina pelo Ex-secretário da Fazenda de Espumoso, Ricardo Strelow. No processo, apresenta-se um caso onde Ricardo recebeu um cheque de um dos fornecedores da prefeitura no valor de 3 mil reais, sendo como pagamento de uma porcentagem de um valor contratado.

Ainda de acordo com o processo, Ricardo Ricardo é acusado pelo crime de concussão, previsto no artigo 316 do Código Penal Brasileiro.

Procurado pela nossa reportagem, o ex-secretário negou que tenha pedido o valor ao empresário, mas confirmou que o mesmo fez uma doação ao partido. Ele explicou ainda que o empresário Ivan Luiz See que fazia negócios com a prefeitura de Espumoso há vários anos, tendo passado por várias administrações, e, um certo dia procurou a Secretaria de Obras e contatou o secretário José Dagoberto Sperotto para fazer uma doação de livre e espontânea vontade ao partido (PP), alusiva a campanha eleitoral de 2016.  Na ocasião Josoé o encaminhou a minha pessoa, pois eu era na época o tesoureiro do partido e da campanha, tendo então ele passado um cheque de R$ 3 mil pós-datado, sendo que, por decisão Partidária os recursos seriam destinados ao caixa do Partido após a compensação deste, não tendo sido emitido recibo eleitoral de campanha em razão doo empresário ter manifestado sua intenção de não querer aparecer.

Passado o período, no final de 2016, então Ricardo conta que seguindo orientações do Partido o cheque foi apresentado a compensação bancária na data aprazada, mas que voltou sem fundo e com contraordem. Ele ainda disse que ficou surpreso com a denúncia e disse que sempre foi totalmente contra qualquer tipo de pedido de ajuda.”Depois quando teve a notícia da denúncia de propina tomei por surpresa, pois trata-se de uma denúncia armada, mentirosa, tendenciosa, caluniosa e de má-fé, com único intuito de denegrir a minha imagem, pois os munícipes sabem como conduzi os trabalhos enquanto estive no Cargo de Secretário da Fazenda, tratando todos da mesma forma e sem jamais ter solicitado, autorizado ou permitido que qualquer pessoa pedisse propina a ninguém.” salientou o secretário.

Strelow reafirma que o empresário fez a doação por livre iniciativa. “Reitero que o empresário Ivan Luiz See quando levado a mim afirmou que estava fazendo a doação por iniciativa própria, nunca imaginei uma história dessas, tanto que o cheque ainda está comigo, cumprindo determinação da Direção do Partido na época de guarda-lo, nunca foi reapresentado ou cobrado judicialmente. Estou tranquilo quanto a minha conduta e confiante na Justiça, tendo a certeza que mais dia, menos dia a verdade virá à tona.” comentou.

Finalizando, ele enfatiza que somente recebeu o cheque pelo fato de ser o tesoureiro do partido na época. “Eu não era responsável pelas compras da Prefeitura e só peguei o cheque porque era tesoureiro do partido e da campanha.” finalizou.

A denúncia ainda está tramitando no Fórum de Espumoso. O advogado contratado para defender o ex-secretário foi o Dr. Ivan Batista.

 

Propaganda
Clique para comentar
Propaganda