DestaqueGeralPolícia

Homem que matou esposa queimada pode pegar até 30 anos de prisão

0
Compartilhe este post

[vc_row][vc_column width=”1/1″][vc_column_text]

O homem de 39 anos que matou a esposa queimada na última sexta-feira, 08, no Bairro São Valentim poderá ser condenado até 30 anos de prisão. De acordo com o delegado Jader Ribeiro Duarte, responsável pelo caso, o autor do incêndio, Fábio Ferraz Alves de 39 anos, foi preso em flagrante e responderá pelo crime de homicídio qualificado, visto que o crime foi cometido com o uso de fogo, por motivo fútil e sem possibilidade de defesa.

De acordo com o código penal brasileiro, a pena para este crime pode chegar a 30 anos de prisão. “Quando homicídio é consumado por um motivo fútil, com utilização de fogo ou torne impossível à defesa, ele é considerado qualificado, sendo assim a pena pode variar de 12 a 30 anos de reclusão.”

Sônia Fátima de Oliveira faleceu horas depois de ser internada com mais de  90% do corpo queimado no Hospital São Vicente de Paulo em Passo Fundo.

Segundo o delegado Jader, o filho do casal, um jovem de 14 anos confirmou em depoimento que o pai matou a mãe e que já havia presenciado várias ameaças dele. “O filho do casal nos confirmou que viu o momento em que o pai jogou gasolina na residência e puxou a mãe para o fogo. Ele confirmou também que já tinha presenciado várias ameaças do pai contra a mãe, inclusive de queimá-la.” Enfatizou Jader.

Embora Fábio tenha negado o crime, o delegado afirma que todas as evidências são de que ele matou a mulher. “Nós não temos nenhuma dúvida de que ele matou a esposa queimada como havia prometido. Todos os depoimentos e provas recolhidas não deixam dúvidas de que foi ele quem cometeu o crime.” Afirmou a autoridade policial.

Fábio continua internado no Hospital da Vila Nova em Porto Alegre. Ele foi transferido para a unidade de tratamento devido às queimaduras que sofreu nos membros, costas e região facial. O acusado não corre risco de vida.

[/vc_column_text][/vc_column][/vc_row]

Mais em Destaque