DestaquesGeral

La Niña demanda atenção dos produtores de frutíferas de clima temperado para minimizar perdas

0
Parreirais da Serra sofrerão impactos das chuvas abaixo da média - Foto: Fernando Dias / Seapdr
Compartilhe este post
Uninter
Ana Lanches

A Secretaria da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural (Seapdr) e a Embrapa Uva e Vinho divulgaram a Edição de outubro do Boletim Agrometeorológico da Serra Gaúcha, com uma avaliação das condições meteorológicas ocorridas em agosto e setembro, além do prognóstico climático associado a recomendações fitotécnicas para vinhedos e pomares até dezembro.

Segundo Amanda Heemann Junges, agrometeorologista e pesquisadora da Seapdr, os prognósticos climáticos indicam que a primavera 2020 será marcada pela ocorrência do fenômeno La Niña, o que requer especial atenção por parte dos produtores em função das chuvas abaixo da média.

Para o fitopatologista Lucas Garrido, da Embrapa Uva e Vinho, é importante realizar o controle do míldio, especialmente durante o período de floração, em regiões mais baixas ou com formação de orvalho. A redução das chuvas também trará alguns benefícios, com uma previsão de redução da incidência de antracnose, míldio e escoriose. Por outro lado, irá favorecer a ocorrência do oídio.

O uso de cobertura verde ou morta para garantir a umidade do solo e o uso de irrigação, com especial atenção à real necessidade, bem como da quantidade de água a ser aplicada, são algumas das recomendações apontadas pelos especialistas a serem consideradas pelos produtores para minimização de eventuais perdas.

*Governo do Estado RS

Mais em Destaques