TrânsitoÚtimas Notícias

Motorista de Porsche deve pagar pensão à família da vítima do acidente

0
Foto: Reprodução/Redes Sociais
Compartilhe este post

A Justiça de São Paulo determinou que Fernando Sastre de Andrade, 24 anos, deve pagar dois salários mínimos (R$ 2.824) por mês à família do motorista de aplicativo Ornaldo da Silva Viana, 52 anos, que morreu em acidente causado pelo empresário em 31 de março. A decisão foi proferida nesta quinta-feira (9/5).

Fernando se entregou na 5 ° Seccional, no Tatuapé, Zona Leste de São Paulo, na tarde da última segunda-feira (6/5). Ele teve prisão preventiva decretada pelo Tribunal de Justiça de São Paulo. A 5ª Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ) negou o pedido de liberdade do empresário e ele continua preso.

No entanto, os ministros do STJ acataram a solicitação da defesa para que o empresário seja transferido para a Penitenciária de Tremembé (SP). A unidade prisional é conhecida por receber pessoas envolvidas em crimes de repercussão nacional, como o ex-jogador Robinho (preso por estupro).

Fernando foi indiciado por homicídio doloso, lesão corporal e fuga do local de acidente. O laudo da Polícia Técnico-Científica sobre o caso mostrou que o Porsche conduzido por Fernando circulava a 156,4 km/h antes de causar o acidente. A tragédia ocorreu na Avenida Salim Farah Maluf, na zona leste de São Paulo. A via em questão tem o limite de velocidade estipulado em 50 km/h.

Além da morte do motorista de aplicativo, o acidente deixou o estudante Marcus Vinícius Machado Rocha gravemente ferido. Ele estava no banco da frente do Porsche. Marcus fraturou quatro costelas e teve o baço retirado.

Correio Braziliense

Mais em Trânsito