DestaquesGeralRegiãoSaúde

Nova UTI do Hospital de Carazinho está em fase final

0
A UTI segue modernos padrões de excelência e possui equipamentos de última geração | Foto: HCC Divulgação
Compartilhe este post

 

Ana Lanches

A direção do Hospital de Caridade (HCC) de Carazinho anunciou que está em fase final a implantação da nova Unidade de Terapia Intensiva (UTI). Com aproximadamente 500m², a nova unidade terá capacidade para 10 leitos de internação – 43% a mais que a unidade atual – sendo dois com pressão negativa para casos em que o paciente precise de isolamento respiratório. A direção da casa de saúde afirma que a UTI está seguindo modernos padrões de excelência, dispondo de equipamentos de última geração.

Com equipamentos importados da Alemanha, Estados Unidos e Suécia, a UTI do HCC poderá receber novas  especialidades. A obra está localizada no pavimento superior do bloco da Unidade de Saúde Mental e será acessada pelo primeiro andar do prédio.

Segundo o diretor geral do HCC, Hélio Lütz, o investimento, que integra o planejamento estratégico de crescimento e modernização da instituição, é resultado de um convênio firmado com o governo estadual, por intermédio do deputado federal Márcio Biolchi. “O investimento total é de aproximadamente R$ 4 milhões, compreendendo as obras de construção civil e a aquisição de todos os equipamentos”, detalha.

Lütz afirma que, trabalhar com equipamentos de alta tecnologia garante diagnósticos e técnicas mais precisas, mais conforto e segurança ao paciente e menor tempo de atendimento. “É fundamental aplicar recursos atualizados e funcionais para oferecer um serviço de melhor qualidade, otimizando o trabalho dos médicos e outros profissionais de saúde, sendo que a partir desse investimento é possível ampliar a capacidade de atendimento, realizar diagnósticos mais precisos e maximizar a assistência disponibilizada pela instituição”, observa.

A direção do HCC ressalta que os equipamentos da nova UTI são de alta tecnologia, desenvolvidos para diagnóstico, tratamento, monitoramento, reabilitação e promoção da qualidade de vida.

Na avaliação do neurocirurgião Rafael Espanhol, a nova UTI será um divisor de águas na saúde de Carazinho e da região, devido às novas oportunidades que ela proporcionará. “Serão mudanças no aumento no número de leitos, que hoje é uma necessidade real da instituição e uma melhora na oferta do atendimento, visto que a estrutura é composta por equipamentos e materiais novos, resultando no aperfeiçoamento das equipes de enfermagem e médica”, detalha o médico.

Espanhol compara que, através de suas especializações realizadas em cidades de outros países como em Tübingen na Alemanha, São Francisco e Houston nos Estados Unidos, Milão na Itália e Toronto no Canadá, a nova UTI do HCC tem um padrão, o qual ele vivenciou nesses países, tanto do ponto de vista estrutural, sendo a do HCC ainda mais completa nesse sentido, quanto do ponto de vista funcional, de equipamentos. “A nova UTI não deixará a desejar comparando com as instituições de países de primeiro mundo, ofertando uma estrutura muito parecida com esses locais e equipamentos mantendo o mesmo padrão, visto que os equipamentos da nova UTI também são oriundos de outros países e com isso podemos dizer que teremos em Carazinho uma UTI, de primeiro mundo”, garante.

A coordenadora de Educação Continuada do HCC, enfermeira Juliana Lara disse que, colaboradores e gestores que atuarão na nova unidade irão realizar capacitações para atender essa demanda.  “O Setor de Educação Continuada da nova UTI, iniciou suas capacitações em 2020, com reuniões semanais acerca das portarias e resoluções que regem o funcionamento da terapia Intensiva no Brasil, que engloba recursos humanos, materiais, equipamentos e a política de humanização. Foram realizadas várias visitas in loco e estabelecido check list das ações”, detalha.

Uma das preocupações da Direção do Hospital foi garantir que esta obra se torne referência, uma vez que toda a tecnologia investida, atualmente encontrada principalmente em instituições privadas, será destinada também para os pacientes internados pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

O presidente do HCC, Jocélio Cunha, ressalta que a nova UTI é uma obra construída há várias mãos, onde a direção tomou a frente, juntamente com a equipe administrativa, planejando e efetivando a obra, levando várias empresas, entidades de classe, instituições, organizações e pessoas da comunidade, a acreditar nesse sonho também. “Ressaltamos a grande parceria com o deputado federal Márcio Biolchi, que acreditou na nossa capacidade, destinando aproximadamente R$ 4 milhões para essa obra e, com certeza, todos ganharão muito com essas novas instalações, as quais terão um alto padrão de excelência”, afirma Jocélio Cunha.

A obra civil iniciou em maio de 2017 e a previsão de conclusão é o primeiro trimestre de 2022.

*Correio do Povo.

Mais em Destaques