GeralRegiãoTrânsito

Nova versão: caminhoneiro que viu acidente fatal em Soledade afirma que motorista tentou ultrapassagem

0
Compartilhe este post

Uma nova versão deverá ser analisada pela Polícia Civil em relação ao acidente onde seis pessoas da mesma família morreram na BR-386 em Soledade na última sexta-feira, 30/08, no km 236 da rodovia. Uma família de Canoas estava em um Peugeot 207 de Porto Alegre que colidiu frontalmente contra um Volvo V40 de Bento Gonçalves onde estava um soledadense.

Ainda na sexta, a Polícia Civil junto da Polícia Rodoviária Federal e Instituto Geral de Perícias afirmou que todas as hipóteses seriam levantadas, mas que tudo indicaria que o motorista do Peugeot teria dormido ao volante e invadido a pista contrária.

Uma nova versão conseguida com exclusividade da Tua Rádio Cristal pode modificar essa linha de investigação. O caminhoneiro Claudemir Puhl, morador de Cerro Grande, que trafegava pela BR-386 e presenciou o acidente tem outra versão sobre o acontecido.

Em entrevista para a Cristal, Claudemir Alemão, como é conhecido, afirmou que o Peugeot trafegava atrás do caminhão conduzido por ele na BR-386 e tentou uma ultrapassagem.

“Eu tinha parado para dormir (em Soledade), mas não consegui dormir e pensei vou até o Tio Hugo, sendo que tinha que carregar em Passo Fundo de manhã. Por volta das 4h saí de Soledade até chegar no local do acidente quando eu vi, vinha um carro longe atrás de mim (Peugeot 207) e deu o sinal de luz, olhei de novo e ele já estava bem perto, dei o sinal de seta para ele não me ultrapassar, pois já tinha visto o carro que tava vindo (Volvo V40), mas não deu tempo, quando tava na metade do caminhão eles se chocaram (sic)”, revelou Claudemir.

Ele contou que ficou chocado com a cena e que nunca mais irá esquecer. “Só escutei o estouro e as luzes se apagaram, imediatamente parei o caminhão e fui ver se tinha alguém vivo, me deparei com uma cena que nunca vou esquecer: todas as pessoas mortas no carro e o ocupante do Volvo pedindo socorro, ele insistiu em sair do veículo e acionamos as autoridades”, relatou.

O delegado Márcio Marodin afirmou que irá solicitar o depoimento do caminhoneiro para anexar ao processo e que nenhuma hipótese está sendo descartada.

As vítimas foram identificadas como Everton da Silva Geraldi, de 36 anos que conduzia o veículo; sua esposa Jacqueline Amaral Erohin Geraldi de 39 anos; o filho do casal de 6 anos, Lorenzo Erohin Geraldi; os pais do motorista, Ivanir Geraldi de 61 anos e Ana Lúcia da Silva de 55 anos; e o tio do motorista, irmão de Ivanir, Juarez Geraldi de 47 anos, todos os seis estavam no Peugeot 207.

No outro veículo, Volvo V40, estava  o condutor João Miguel Borges Neto de 34 anos de Soledade. Ele está internado em Passo Fundo com sete fraturas na costela, uma na perna e uma na clavícula. Ele não corre riscos de morte e está em observação se recuperando. Ele também deverá ser ouvido.

*Tua Rádio

Mais em Geral