DestaquesEconomiaPaís

Prévia da inflação de outubro fica em 0,21%, influenciada por passagens aéreas

0
Compartilhe este post

A prévia da inflação oficial para o mês de outubro registrou variação de 0,21%, um índice inferior ao observado em setembro, que foi de 0,35%. Os dados, divulgados nesta quinta-feira (26) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), apontam que o principal fator de influência foi o aumento nos preços das passagens aéreas, que subiram 23,75%, contribuindo com 0,16 ponto percentual (p.p.) no índice.

No acumulado do ano, o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo-15 (IPCA-15) totaliza 3,96%. Considerando os últimos 12 meses, a inflação atinge a marca de 5,05%, ligeiramente acima dos 5% registrados em setembro.

Dentre os grupos pesquisados, sete apresentaram alta em outubro. Além do transporte, que teve o maior impacto positivo com uma elevação de 0,78% e contribuição de 0,16 p.p., destacam-se habitação, artigos de residência, vestuário, saúde e cuidados pessoais, despesas pessoais, e educação.

No entanto, o grupo alimentação e bebidas exerceu um efeito contrário, contribuindo para conter a inflação. Houve uma queda de 0,31% nos preços, o que resultou em -0,07 p.p. no IPCA-15. Itens como leite longa vida (-6,44%), feijão-carioca (-5,31%), ovo de galinha (-5,04%) e carnes (-0,44%) foram os principais responsáveis por essa redução.

A metodologia utilizada para calcular a prévia da inflação envolveu a coleta de dados de preços no período de 15 de setembro a 13 de outubro. O indicador abrange famílias com rendimento entre um e 40 salários mínimos e inclui as regiões metropolitanas do Rio de Janeiro, Porto Alegre, Belo Horizonte, Recife, São Paulo, Belém, Fortaleza, Salvador e Curitiba, além de Brasília e do município de Goiânia.

Em setembro, a inflação oficial, medida pelo IPCA cheio, foi de 0,26%.

Fonte: Agência Brasil

Mais em Destaques