EducaçãoGeral

Professores estaduais aprovam greve por tempo indeterminado

0
Compartilhe este post

[vc_row][vc_column width=”1/1″][vc_column_text]

Em assembleia realizada na tarde desta sexta-feira (13) no ginásio Gigantinho, em Porto Alegre, professores da rede estadual aprovaram greve por tempo indeterminado a partir da próxima segunda-feira. A categoria critica o parcelamento de salário, a defasagem e o descumprimento do piso nacional do magistério.

A pauta de reivindicações inclui 14 itens, entre eles o reajuste imediato de 13,01% referente a 2015, e mais 11,36%, referente a este ano.

Ao longo da paralisação, será discutida a questão da recuperação de aulas. Professores que fazem oposição à direção do Cpers/Sindicato defendem que os dias perdidos não sejam recuperados. Contrária a essa posição, a presidente da entidade, Helenir Schürer, chegou a ser vaiada durante o encontro.

Após a decisão, os professores saíram em direção ao Palácio Piratini, no Centro da Capital. Eles apoiam as ocupações de escolas por parte de estudantes.

Ocupações de escolas
Pelo menos cinco escolas estaduais estão ocupadas por alunos no Rio Grande do Sul. Quatro delas em Porto Alegre e uma em Rio Grande, no Sul do Estado.

Em todos os casos, os estudantes reivindicam melhorias como aumento da verba para merendas, reformas no prédio da instituição e também que os salários dos professores não sejam parcelados.

Fonte: GAÚCHA

[/vc_column_text][/vc_column][/vc_row]

Mais em Educação